domingo, 4 de dezembro de 2011

Engobes



              Engobe é uma mistura de argila líquida, óxidos e outros componentes que pode ser aplicada em uma peça antes da esmaltação. Utilizado em peças cruas (ponto de couro), mas pode também, de acordo com alguns ceramistas ser aplicado em peças já biscoitadas (queimadas).
      Um engobe se apresenta na forma de barbotina natural, colorida com óxidos metálicos, mais um fundente para melhorar a qualidade de fusão.

Fórmulas:

Engobe branco:
Kaolin: 70%
Feldspato: 28%
Bóreo: 2%


Verde óxido de cobre: 2%
Azul óxido de cobalto: 1%
Marrom óxido de ferro: 3%
Preto óxido de ferro: 2%
Óxido de cobalto: 2%

Engobe colorido:
       Para fabricar engobes vermelhos ou amarelos você precisará de óxidos caros e tóxicos, e o resultado obtido não é garantido.
      *O engobe pode ser usado puro sem adição dos óxidos, basta a argila, nesse caso ser de cor diferente da argila da peça  trabalhada.




Uso dos engobes:
Deposite sob a peça não polida e no ponto de couro. Deixe secar e queime. O resultado é uma peça rústica.
      A decoração da peça pode ser feita com desenhos variados ou você pode passar o engobe na peça toda e depois fazer incrustações com uma esteca apropriada. Esses sulcos farão a cor original da peça aparecer.
      Pode-se aplicar o engobe com um pincel largo criando relevos (carregar bastante o pincel), ou ainda fazer as incrustações e depois pintá-las com o engobe, cuidando para não encher os sulcos. Lixe a peça para que não fique nada fora dos sulcos. Pode ainda colocar o engobe em bisnagas.

Namaste!

Abraços de luz!

Carmem de Vasconcellos

3 comentários:

  1. EU ACHO LINDO DEMAIS AS PEÇAS RUSTICAS!!!
    bEJUSSS
    CARMEM NAMASTÊ....

    ResponderExcluir
  2. Oi Carme, amei o blog!!!!! Lindo!!!!! Saudades!!!!! Bjinhos
    Ondina Batista - Campos dos Goytacazes RJ

    ResponderExcluir
  3. Oi Carmem tudo bem? Sou pesquisador e estou procurando um fundente que consiga vitrificar um biscoito com temperatura inferior a 700 graus. Voce pode me ajudar? Obrigado. Meu e-mail é mcgyver@cbpf.br

    ResponderExcluir